Página 1 dos resultados de 126 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

‣ Mecanismos de ação antioxidante de extratos de murici (Byrsonima crassifolia (L.) Kunth); Mechanisms of antioxidant activity of extracts of murici (Byrsonima crassifolia (L.) Kunth)

Sousa, Mariana Séfora Bezerra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.900483%
Introdução: O murici (Byrsonima crassifolia (L.) Kunth) é um fruto utilizado pela população como alimento ou como agente terapêutico, mas ainda há poucos estudos sobre as suas propriedades funcionais. Assim, este trabalho objetivou caracterizar os frutos do murici quanto à composição de compostos antioxidantes e avaliar seus mecanismos de ação antioxidante in vitro. Metodologia: Os frutos do murici foram coletados na cidade de Araiozes, Maranhão, Brasil. A composição centesimal foi avaliada pelos métodos oficiais de análise e o perfil de minerais por espectrometria de emissão ótica com plasma indutivamente acoplado. Os perfis de carotenóides, tocoferóis e vitamina C foram determinados por comatografia líquida de alta eficiência. As condições ótimas para a extração de polifenóis de murici foram definidas por meio de planejamento composto central rotacional. Assim, o extrato A foi obtido usando 43,4 por cento de acetona a 28,9°C por 50,8 minutos e o extrato B com 45,2 por cento de acetona a 40°C por 52,8 minutos. Os extratos foram avaliados quanto ao perfil de compostos fenólicos por HPLC-ESI/MS e quanto aos mecanismos de ação antioxidante in vitro. Resultados: Os frutos de murici apresentaram (valor médio) 74...

‣ Composição nutricional e propriedades funcionais do murici (Byrsomina crassifolia) e moringa (Moringa Oleifera); Nutritional composition and functional properties of nance fruit (Byrsonima crassifolia) and drumstick (Moringa oleifera)

Siguemoto, Érica Sayuri
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.900483%
Introdução - Algumas espécies vegetais comestíveis, mas ausentes na dieta do brasileiro, podem ser boas fontes de nutrientes e de compostos bioativos, e a falta ou a perda de conhecimento sobre elas desfavorece sua inclusão na dieta. Objetivo - Avaliar a composição nutricional e propriedades funcionais da farinha de folha de moringa (Moringa oleifera) e da polpa de murici (Byrsonima crassifolia). Metodologia Os frutos de murici foram coletados em três cidades diferentes do Pará. A farinha de folha de moringa foi coletada na cidade de Marília (SP), nos períodos de fevereiro (verão), maio (outono), julho (inverno) e outubro (primavera) de 2012. Foi realizada a caracterização físico-química, determinação de vitamina C e carotenoides das amostras. A partir do extrato da farinha da folha de moringa e do murici, foi analisado o teor de compostos redutores totais, o perfil de compostos fenólicos, a atividade antioxidante pela capacidade de captação do radical livre DPPH e pelo método de ORAC, atividade antiglicação e inibição de lipase pancreática. Resultados O murici é um fruto rico em vitamina C (39,1 mg 100 g carotenoides, principalmente, luteína (18,66 mg 100 g -1 -1 de amostra) e de amostra). O extrato de murici contêm flavonoides (epicatequina...

‣ Avaliação in vitro e in vivo da atividade fotoquimioprotetora da fração de Byrsonima crassifolia e da (+)-catequina contra os danos induzidos pela radiação UVB; In vitro and in vivo evaluation of photochemoprotective activity of Byrsonima crassifolia fraction and (+) catechin against the damages induced by UVB radiation

Souza, Rebeca Oliveira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.900483%
A pele é o maior tecido do corpo humano e está constantemente exposta a inúmeros agentes nocivos, dentre os quais se destaca a radiação ultravioleta (RUV), que está relacionada aos fotodanos do DNA, geração de espécies reativas de oxigênio (EROs) e ativação de mediadores do processo inflamatório. Nestas circunstâncias, mesmo possuindo um sistema de defesa antioxidante, a pele é submetida ao estresse oxidativo devido ao aumento da concentração de radicais livres, o que rompe o equilíbrio próoxidante/ antioxidante. Neste contexto, as substâncias naturais tem sido frequentemente empregadas como ferramenta para enriquecer o sistema protetor cutâneo endógeno, reduzindo, dessa forma, os danos oxidativos causados pela RUV na pele. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito fotoquimioprotetor in vitro e in vivo da fração de média polaridade de Byrsonima crassifolia (BC) e da (+) catequina (CAT), em cultura de queratinócitos humanos e em camundongos sem pelos submetidos à radiação UVB. Comparado ao extrato purificado, a fração de BC apresentou elevada atividade antioxidante in vitro e maiores teores de polifenóis totais e de compostos fenólicos: (+) catequina (255 ± 3,2mg/g de fração)...

‣ Anatomia dos órgãos vegetativos e do escapo floral de Leiothrix crassifolia (Bong.) Ruhl., Eriocaulaceae, da Serra do Cipó-MG

Scatena, Vera Lúcia; Rocha, Clélio Lázaro de Melo
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 195-211
Português
Relevância na Pesquisa
37.67737%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); L. crassifolia (Eriocaulaceae) é uma planta perene, que cresce nos solos pedregosos e arenosos dos campos rupestres da Serra do Cipó - MG - Cadeia do Espinhaço. Essa planta está exposta a períodos secos e chuvosos, ventos constantes, alta luminosidade e mudanças bruscas de temperatura, características climáticas peculiares dos campos rupestres. Sua caracterização anatômica tem aplicação taxonômica para o grupo e suas estruturas são adaptadas aos fatores ambientais. A raiz apresenta parênquima cortical formado por dois tipos de células, que formam o aerênquima lisígeno, facilitando sua sobrevivência nos solos alagados durante a estação chuvosa. A endoderme é formada for uma única camada de células de paredes espessas. As estrias de Caspary são detectadas somente nos estágios precoces do desenvolvimento da raiz. Chama-se a atenção para a ocorrência de câmaras subestomáticas especiais nas folhas, que podem estar relacionadas com a melhor eficiência das trocas gasosas e constitui uma característica importante para as Eriocaulaceae.; The anatomical characteristics of vegetative organs and floral scape of Leiothrix crassiflora (Eriocaulaceae) were investigated due to their ecological and taxonomic implications for the species. L. crassiflora grows in recently decomposed stony...

‣ Compostos volateis importantes para o aroma de jenipapo (Genipa americana L.) e murici (Byrsonima crassifolia L. RICH).; Important volateis composites for the aroma of jenipapo (American Genipa L.) e murici (crassifolia Byrsonima L. RICH).

Gisele Leticia Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.80692%
Os compostos voláteis são responsáveis pelo sabor característico dos alimentos. Eles estão presentes em um amplo intervalo de concentração, possuindo diferentes classes químicas, além de serem termolábeis. Comumente o sabor de um produto é constituído por centenas de compostos voláteis. Entretanto, somente alguns compostos presentes contribuem efetivamente para o aroma do alimento. O conhecimento dos compostos importantes que contribuem para o sabor característico do produto permite o desenvolvimento de novas formulações de aroma e para monitorar a qualidade do produto. O trabalho realizado envolveu o isolamento, a separação por cromatografia gasosa de alta resolução, identificação por cromatografia gasosa-espectrometria de massas (CG-EM) e a avaliação olfatométrica (Osme) dos compostos voláteis de duas frutas típicas da região nordeste brasileira, o murici (Byrsonima crassifolia L Rich)) e o jenipapo (Genipa americana L.). O aroma do murici é descrito na literatura principalmente como queijo apresentando notas de cereja e abacaxi, enquanto que o jenipapo é caracterizado por sabor ácido e notas frutais. Os compostos voláteis foram coletados por sucção em polímero poroso (Porapak Q). Para padronização das condições de isolamento dos compostos voláteis do headspace...

‣ Micobiota foliícola de Salacia crassifolia

Santos, Leila Terezinha Pereira dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
27.971228%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, 2011.; Salacia crassifolia (Celastraceae) ou ―bacupari do Cerrado‖ é uma planta nativa com frutos saborosos semelhantes aos de lichia, além de ser utilizada na medicina popular, portanto com potencial para exploração em fruticultura. Um estudo da sua micobiota foliícola foi realizado analisando 21 coletas de folhas de S. crassifolia, provenientes do Distrito Federal, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, contendo fungos a elas associados. Como resultado descreveu-se 32 fungos sendo 11 celomicetos, (Dinemasporium cytosporoides, duas espécies de Geastrumia, Leptothyrium sp., Ciferrioxyphium sp., Scolecoxyphium sp., Peltasteropsis sp., Phomopsis sp., Setodochium sp., Stigmopeltis sp. e um provável gênero novo de celomiceto), hifomicetos (Eriocercospora sp., Zygosporium sp., Chalara sp.) e 16 ascomicetos (Asterina salaciae, Micropeltis heptaphyllica, Staibia connari, Uleothyrium amazonicum, Chaetothyrina sp., Dysrhynchis sp., Lembosia sp., Meliola sp., Nectriopsis sp., Nematostigma sp., Schizothyrium sp., Scopinella sp., duas espécies de Stomiopeltis e um provável gênero novo de Phyllachoraceae) e 3 anamorfos associados (Asterostomella sp.– anamorfo de Asterina; Septothyrella uleana– anamorfo de Uleothyrium; além de um celomiceto anamorfo de Lembosia sp.). Assim...

‣ Salacia crassifolia (Celastraceae): CHEMICAL CONSTITUENTS AND ANTIMICROBIAL ACTIVITY

Rodrigues,Vanessa G.; Duarte,Lucienir P.; Silva,Roqueline R.; Silva,Grácia D. F.; Mercadante-Simões,Maria O.; Takahashi,Jacqueline A.; Matildes,Bibiane L. G.; Fonseca,Thaisa H. S.; Gomes,Maria A.; Vieira Filho,Sidney A.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
The phytochemical study of hexane extract from leaves of Salacia crassifolia resulted in the isolation of 3β-palmitoxy-urs-12-ene, 3-oxofriedelane, 3β-hydroxyfriedelane, 3-oxo-28-hydroxyfriedelane, 3-oxo-29-hydroxyfriedelane, 28,29-dihydroxyfriedelan-3-one, 3,4-seco-friedelan-3-oic acid, 3β-hydroxy-olean-9(11):12-diene and the mixture of α-amirin and β-amirin. β-sitosterol, the polymer gutta-percha, squalene and eicosanoic acid were also isolated. The chemical structures of these constituents were established by IR, 1H and 13C NMR spectral data. Crude extracts and the triterpenes were tested against Entamoeba histolytica, Giardia lamblia and Trichomonas vaginalis and no activity was observed under the in vitro assay conditions. The hexane, chloroform, ethyl acetate and ethanol crude extracts, and the constituent 3,4-seco-friedelan-3-oic acid and 28,29-dihydroxyfriedelan-3-one showed in vitro antimicrobial activity against Salmonella typhimurium, Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Bacillus cereus, Listeria monocytogenes, Streptococcus sanguinis and Candida albicans.

‣ Anatomia dos órgãos vegetativos e do escapo floral de Leiothrix crassifolia (Bong.) Ruhl., Eriocaulaceae, da Serra do Cipó-MG

Scatena,Vera Lúcia; Rocha,Clélio Lázaro de Melo
Fonte: Sociedade Botânica do Brasil Publicador: Sociedade Botânica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1995 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
L. crassifolia (Eriocaulaceae) é uma planta perene, que cresce nos solos pedregosos e arenosos dos campos rupestres da Serra do Cipó - MG - Cadeia do Espinhaço. Essa planta está exposta a períodos secos e chuvosos, ventos constantes, alta luminosidade e mudanças bruscas de temperatura, características climáticas peculiares dos campos rupestres. Sua caracterização anatômica tem aplicação taxonômica para o grupo e suas estruturas são adaptadas aos fatores ambientais. A raiz apresenta parênquima cortical formado por dois tipos de células, que formam o aerênquima lisígeno, facilitando sua sobrevivência nos solos alagados durante a estação chuvosa. A endoderme é formada for uma única camada de células de paredes espessas. As estrias de Caspary são detectadas somente nos estágios precoces do desenvolvimento da raiz. Chama-se a atenção para a ocorrência de câmaras subestomáticas especiais nas folhas, que podem estar relacionadas com a melhor eficiência das trocas gasosas e constitui uma característica importante para as Eriocaulaceae.

‣ Chemical and aroma determination of the pulp and seeds of murici (Byrsonima crassifolia L.)

Rezende,Claudia M.; Fraga,Sandra R. G.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Murici (Byrsonima crassifolia L., Malpighiaceae), a small, tropical fruit, very popular in Brazil, has a strong fruity, rancid cheese aroma. High resolution gas chromatography-olfactometry-mass spectrometry and aroma extract dilution analysis identified the most potent substances in its aroma as ethyl butanoate (fruity, sweet), ethyl hexanoate (fruity), 1-octen-3-ol (mushroom like), butyric acid (rancid, cheese), hexanoic acid (pungent, cheese) and phenylethyl alcohol (floral). Its pulp is mainly composed of ethyl, methyl and phenylethyl esters and by carboxylic acids, terpenoids, delta-lactones and some sulfur compounds. Seed analysis also showed a buttery and oily cheese aroma and GC-MS revealed linoleic, oleic, stearic and palmitic acids as foremost components, while the aroma was associated to the butyric and hexanoic acids present in minor amounts.

‣ Abietane Diterpenes from Hyptis crassifolia Mart. ex Benth. (Lamiaceae)

Lima,Karísia S. B.; Guedes,Maria L. S.; Silveira,Edilberto R.
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
The phytochemical study of the ethanol extract from roots of Hyptis crassifolia Mart. ex Benth. (Lamiaceae) led to the isolation and structure elucidation of nine diterpenes identified as 11,12,15-trihydroxy-8,11,13-abietatrien-7-one, 6α,11,12,15-tetrahydroxy-8,11,13-abietatrien-7-one, 11,12,16-trihydroxy-17(15→16)-abeo-abieta-8,11,13-trien-7-one, (16S)-12,16-epoxy-11,14-dihydroxy-17(15→16)-abeo-abieta-8,11,13-trien-7-one, incanone, ferruginol, sugiol, 11-oxomanoyl oxide and 11β-hydroxymanoyl oxide. Compounds 11,12,16-trihydroxy-17(15→16)-abeo-abieta-8,11,13-trien-7-one and 6α,11,12,15-tetrahydroxy-8,11,13-abietatrien-7-one are new, 11,12,15-trihydroxy-8,11,13-abietatrien-7-one is being reported for the first time as a new natural abietane diterpene, while for (16S)-12,16-epoxy-11,14-dihydroxy-17(15→16)-abeo-abieta- 8,11,13‑trien-7-one, previously isolated from Teucrium divaricatum Subsp. villosum, a revision of the 1H and 13C nuclear magnetic resonance (NMR) data previously reported is proposed. Structure determination of all constituents was performed by mean of spectroscopic techniques such as high resolution mass spectrometry (HRMS)...

‣ Capacidade antioxidante e triagem farmacol?gica de extratos brutos de folhas de Byrsonima crassifolia e de Inga edulis

POMPEU, Darly Rodrigues; ROGEZ, Herv?; MONTEIRO, Karin Maia; TINTI, Sirlene V.; CARVALHO, Jo?o Ernesto de
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.67737%
Com o objetivo de avaliar o efeito de duas esp?cies amaz?nicas em doen?as relacionadas aos processos de oxida??o, determinou-se a capacidade antioxidante (m?todo Oxygen Radical Absorbance Capacity), o teor de polifen?is totais (m?todo Folin-Ciocalteu - PT), bem como os efeitos farmacol?gicos in vitro (efeito antiproliferativo) e in vivo (antinociceptivo, antiinflamat?rio, antiulcerog?nico) dos extratos hidroalco?licos (65:35; v/v; etanol:?gua) das folhas de Byrsonima crassifolia (BC) e Inga edulis (IE). Os extratos de BC e IE apresentaram elevada capacidade antioxidante (1.422 e 694 ?mol de Trolox Equivalente g-1 de folha seca - FS, respectivamente) e um valor relativamente alto de PT (35,93 e 24,50 mg Equivalente ?cido g?lico g-1 FS, respectivamente). Essa atividade antioxidante n?o teve rela??o direta com o teor de compostos fen?licos dos extratos, sugerindo a contribui??o de outros grupos qu?micos nessa atividade. Em cultura de c?lulas tumorais humanas (nove linhagens), os extratos n?o apresentaram atividade antiproliferativa significante, com efeito citot?xico somente na concentra??o mais elevada. Em modelo de nocicep??o induzida pelo calor (placa quente), o extrato de IE apresentou efeito antinociceptivo (P < 0...

‣ Byrsonima crassifolia

Mark E. Olson
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Flores de Byrsonima crassifolia cultivada en Tixtla, Gro.

‣ Byrsonima crassifolia

Mark E. Olson
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Flores de Byrsonima crassifolia cultivada en Tixtla, Gro.

‣ Byrsonima crassifolia

Mark E. Olson
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Frutos inmaduros de Byrsonima crassifolia cultivada cerca de Tixtla, Gro.

‣ Byrsonima crassifolia

Enrique Ramirez Garcia
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Ejemplar de Byrsonima crassifolia colectado por Gabriel Flores F. et al. (969)

‣ Byrsonima crassifolia (detalle)

Enrique Ramirez Garcia
Fonte: Universidade Nacional Autônoma do México Publicador: Universidade Nacional Autônoma do México
Tipo: imagen
Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Detalle del ejemplar de Byrsonima crassifolia colectado por Gabriel Flores F. et al. (969)

‣ Toulicia crassifolia (Sapindaceae, Sapindeae): Caracteres carpológicos, seminales, distribución y citogenética

Ferrucci,María S.; Urdampilleta,Juan D.
Fonte: Boletín de la Sociedad Argentina de Botánica Publicador: Boletín de la Sociedad Argentina de Botánica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Se completa la diagnosis original de Toulicia crassifolia Radlk. (Sapindaceae, Sapindeae) mediante la descripción del fruto y la semilla, hasta ahora desconocidos; el lectotipo es aquí designado. Esta especie conocida para Minas Gerais y Pernambuco, es ahora registrada para Bahia, Goiás y Tocantins. Nuestro recuento de 2n = 28, constituye el primer registro para el género; la fórmula cariotípica es 4m + 14sm + 10st, ésta muestra una relativa asimetría (TF % = 15,9).

‣ Germinación de semillas de Byrsonima crassifolia (L.) Kunth

Guzmán Pozos,Areli Madai; Cruz Cruz,Efraín; Miranda Cordova,Cesia Anaid
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
Byrsonima crassifolia (nanche) es una especie con valor comercial de la que se aprovecha el fruto en fresco, principalmente. Sus poblaciones naturales se han reducido de tal manera que solo quedan manchones o individuos aislados. El restablecimiento de este taxón en los ecosistemas requiere de la realización de estudios sobre la germinación de la semilla, debido a la presencia de latencia física proporcionada por un endocarpio grueso e impermeable que dificulta la germinación. El objetivo del trabajo fue evaluar tratamientos pregerminativos que permitan romper la latencia del endocarpio y lograr un alto y más uniforme porcentaje de germinación. Se aplicaron cuatro tratamientos y un testigo, los cuales fueron: 1) Testigo; 2) H2SO4 2 h + AG3 500 ppm 2 h; 3) H2SO4 2 h + AG3 1 000 ppm 2 h; 4) H2SO4 1 h + AG3 500 ppm 2 h; y 5) H2SO4 1 h + AG3 1 000 ppm 2 h. El experimento se estableció bajo un diseño completamente al azar con cuatro repeticiones por tratamiento. Se obtuvieron diferencias estadísticas altamente significativas entre los tratamientos (α ≤ 0.01), en las que el mejor resultado se alcanzó con la aplicación de H2SO4 2 h + AG3 1 000 ppm, 2 h; con un porcentaje de germinación de 51.2±4.7. Se concluyó que el nanche presenta latencia física y es posible romperla con la escarificación de la semilla.

‣ Estudio de las principales plagas del nanche [Byrsonima crassifolia (L.) HBK] en Nayarit, México

Medina-Torres,Raúl; Juárez-López,Porfirio; Salazar-García,Samuel; Valdivia-Bernal,Roberto
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
El nanche (Byrsonima crassifolia) es atacado en forma consistente por insectos que pueden considerarse sus principales plagas. Las plagas del nanche que se encontraron son: gusano del fruto (Cryptophebia spp.; Lepidoptera: Tortricidae), gorgojo de las frutas secas (Carpophilus spp.; Coleoptera: Nitidulidae), salivazo del nanche (Clastoptera spp.; Hemiptera: Clastopteridae), periquito de los árboles (Membracis mexicana; Homoptera: Membracidae), escama verde (Coccus viridis; Hemiptera: Coccidae) y el piojo harinoso (Planoccus citri; Hemiptera: Pseudococcidae).

‣ Caracterización morfológica de hojas de nanche (Byrsonima crassifolia (L.) H. B. K.)

Martínez Moreno,Eusebio; Corona Torres,Tarsicio; Avitia García,Edilberto; Castillo González,Ana Ma.; Terrazas,Teresa; Colinas León,Ma. Teresa B.; Cruz Lázaro,Efraín de la; Medina Torres,Raúl
Fonte: Sociedad Mexicana de Fitogenética A.C. Publicador: Sociedad Mexicana de Fitogenética A.C.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.486128%
El objetivo del estudio fue caracterizar la variabilidad morfológica en hojas de árboles de nanche (Byrsonima crassifolia (L.) H. B. K.) de la Sierra de Tabasco, México. En 39 accesiones se muestrearon hojas desarrolladas de la estación, y se seleccionaron 10 hojas representativas de cada una para ser evaluadas mediante análisis de imagen con 17 caracteres. Tres componentes principales explicaron 77.28 % de la variabilidad total. Con una distancia euclidiana de 0.07 en el dendrograma, se formaron cinco grupos con características morfométricas similares. Los caracteres que mejor explican la variabilidad fueron: longitud del eje menor, índice de redondez, ángulo basal, ángulo de la quinta vena, relación longitud del eje mayor del limbo/longitud del eje menor, relación longitud del eje menor/longitud del pecíolo y relación ángulo basal/ángulo de la quinta vena.