Página 1 dos resultados de 2 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

‣ Entre o desalento e a invenção: experiências de desemprego em Sào Paulo; Between discouragement and invention: experiences of unemployment at Sao Paulo

Jardim, Fabiana Augusta Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
72.025317%
Esta dissertação tem como tema o “desemprego oculto pelo desalento”, procurando, a partir da análise das histórias de trabalho de pessoas que experimentaram a situação de desemprego por desalento, refletir sobre questões ligadas à cultura do trabalho, à cultura do emprego e ao enraizamento. O trabalho tem como ponto de partida uma breve reflexão sobre as diferentes maneiras de medir o desemprego e segue apresentando e analisando sete trajetórias de trabalho – um homem adulto, duas mulheres adultas e quatro jovens. A análise das trajetórias permite recolher vários elementos que iluminam os valores e as práticas associadas às culturas do trabalho e do emprego, bem como ensinam sobre os limites e as possibilidades de reinvenção das relações com o trabalho quando se tem como referência a vida cotidiana dos indivíduos. Finalmente, conclui-se que o desemprego por desalento pode estar significando sociologicamente a dificuldade experimentada pelos indivíduos para interpretar, na esfera privada, o significado e o sentido das rápidas mudanças que têm lugar no mundo do trabalho.; This dissertation deals with the universe of the “discouraged unemployed”, reflecting on the issue of a “culture of work”, a “culture of employment” and the question of embededness. The exposition begins with a brief consideration about the different ways of measuring the phenomenon of unemployment and follows on introducing seven histories of work – an adult male...

‣ Explorando as fronteiras do desemprego: reflexões a partir da categoria "desemprego por desalento"

Jardim, Fabiana A. A.
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; "Originais" Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
91.99278%
O artigo tem como objetivo discutir as perspectivas e os limites da categoria "de-semprego" para a compreensão do mundo do trabalho e de suas mudanças. Partindo de dados relativos a 1989 e 2002, produzidos pela Pesquisa de Emprego e Desemprego (SEADE/DIEESE), procura-se explorar as fronteiras do que a categoria desemprego re-vela ou deixa de revelar. Na medida em que a PED trabalha também com a noção de desemprego oculto, a comparação entre os dados de um ou outro tipo de desemprego permite uma interessante reflexão sobre as dinâmicas de inserção/exclusão e também sobre a visibilidade de cada um dos tipos de desemprego — conforme os atributos pes-soais do desempregado e conforme as representações sociais sobre quem constitui o "núcleo duro" do emprego e, conseqüentemente, do desemprego. A questão do direito ao trabalho ganha novos contornos a partir da observação daqueles que "ficam fora da conta" a despeito de sua vontade ou necessidade de trabalhar. Finalmente, o artigo procura formular algumas questões em relação aos limites da categoria desemprego para a interpretação da atual dinâmica do mercado de trabalho; categoria, aliás, que sempre teve entre nós um poder explicativo limitado, dada a heterogeneidade das situações ocupacionais presentes no mercado de trabalho brasileiro. A reflexão possibilitada pela exploração das fronteiras do desemprego revela nossa dificuldade em pensar o mundo do trabalho para além das três situações ocupacionais típicas (emprego — desemprego — inatividade) e provoca a criação de novos instrumentos analíticos para a compreensão do mundo do trabalho.