Página 1 dos resultados de 7017 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

‣ Validação de conjuntos diagnósticos comerciais para dosagem sérica de progesterona e estradiol em jaguatirica (Leopardus pardalis) e gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus); Progesterone and estradiol commercial kits validation in serum of ocelots (Leopardus pardalis) and tigrina (Leopardus tigrinus)

PAZ, Regina Celia Rodrigues da; ADANIA, Cristina Harumi; OLIVEIRA, Cláudio Alvarenga de; BARNABE, Renato Campanarut
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.071455%
Este estudo teve como objetivo validar os conjuntos diagnósticos comerciais DPC (Coat-A-Count - Diagnostic Products Corporation/USA), em fase sólida, para dosagem de progesterona e DSL (Diagnostic System Laboratories INC/USA), em fase líquida, para dosagem de estradiol, por radioimunoensaio, em soro de Leopardus pardalis (n=5) e Leopardus tigrinus (n=4), antes (15-30 dias) e após (24-28 horas) tratamento com gonadotropinas exógenas (hCG/ Novormonâ e eCG/ Vetecorâ; pFSH/Folltropin-Vâ e pLH/Lutropin-Vâ). A concentração sérica para Leopardus pardalis variou 0,005 a 0,151ng/ml para estradiol e 0,15-37,22ng/ml para progesterona. A concentração sérica para Leopardus tigrinus variou 0,012-0,147ng/ml para estradiol e 0,06-34,09ng/ml para progesterona. A sensibilidade mínima detectada foi 0,004 ng/ml para progesterona e 0,00014ng/ml para estradiol. Para progesterona o coeficiente intra-ensaio baixo foi 2,58% e alto 6,36%, já o coeficiente inter-ensaio baixo foi 0,67% e alto 5,55%. Para o estradiol o coeficiente intra-ensaio baixo foi 0,69% e alto 4,15%, sendo o coeficiente inter-ensaio baixo 1,40% e alto 3,00%. Paralelismo foi encontrado para progesterona e conjunto comercial DPC com r = 0,96 para Leopardus pardalis e r = 0...

‣ Estradiol transdérmico e perfil lipídico: efeitos em um grupo específico de mulheres brasileiras pós-menopausadas; Transdermal estradiol and lipid profile: effects on a specific group of Brazilian postmenopausal women; Estradiol transdérmico y perfil lipídico: efectos en un grupo específico de mujeres brasileñas posmenopáusicas

CALLEJON, Daniel R.; RIOS, Danyelle Romana. A.; FRANCESCHINI, Sílvio A.; TOLOI, Maria Regina T.
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.042595%
FUNDAMENTO: Em mulheres pós-menopausadas, mudanças significantes ocorrem, que podem induzir doenças cardiovasculares, tais como o perfil lipídico aterogênico devido a um aumento nos níveis de colesterol total e LDL, e uma diminuição nos níveis de HDL. A terapia de reposição hormonal (TRH) pode evitar essas mudanças no perfil lipídico. OBJETIVO: Determinar os efeitos da TRH constituída por estradiol transdérmico e acetato de medroxiprogesterona nos parâmetros bioquímicos e lipídicos de mulheres brasileiras pós-menopausadas. MÉTODOS: Este é um estudo prospectivo, longitudinal, aberto, no qual trinta mulheres pós-menopausadas receberam estradiol em gel transdérmico (1 mg/dia) de forma contínua, combinado com acetato de medroxiprogesterona (MPA) (5 mg/dia) por 12 dias/mês. Os seguintes parâmetros foram determinados: colesterol total, triglicérides, lipoproteína de alta densidade (HDL-colesterol), lipoproteína de baixa densidade (LDL-colesterol), lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL-colesterol), glicose, aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT), gama-glutamil transferase (GGT) e hormônio folículo estimulante (FSH). RESULTADOS: Os parâmetros do perfil lipídico mostraram uma diminuição não-significante...

‣ Degradação do hormônio estradiol por eletrólise, fotólise e fotoeletrocatálise; Degradation of the hormone estradiol by electrolysis, photolysis and photoelectrocatalysis

Roloff, Glauco Aurelio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.042595%
Neste projeto investigou-se o uso de três técnicas: (i) eletrólise, (ii) fotoeletrocatálise e (iii) fotólise, na degradação do hormônio estradiol, comumente encontrado nos esgotos domésticos, e que geram sérias preocupações com a ação nefasta que podem provocar na vida selvagem e humana. Os ensaios eletroquímicos foram realizados sobre eletrodos de platina e carbono vítreo. A técnica de fotoeletrocatálise foi aplicada empregando-se placas de titânio recobertas com nanocamadas de TiO2. Como fonte de radiação ultravioleta utilizou-se uma lâmpada de vapor de mercúrio de 125 W tanto na fotoeletrocatálise como na fotólise. Através dos estudos da oxidação do estradiol por voltametria cíclica, sobre os eletrodos acima mencionados, foi possível definir o seu potencial de oxidação em soluções de KCl e tampão fosfato (pH 7), sobre platina e carbono vítreo. Estes parâmetros serviram de base para a realização das eletrólises sob condições controladas. A fotoeletrocatálise do estradiol foi realizada sobre Ti/TiO2 preparado por técnica sol-gel e se mostrou muito mais efetiva que a eletrólise eletrolítica. Finalmente, a fotólise também foi testada empregando-se apenas a lâmpada de vapor de mercúrio. Neste último caso a degradação do estradiol foi ligeiramente inferior que aquela observada por fotoeletrocatálise. Identificou-se que em soluções de KCl há a formação de hipoclorito...

‣ Estudo do perfil sérico dos hormônios esteróides (estradiol e progesterona) e do comportamento reprodutivo de fêmeas jovens de avestruz (Struthio camelus) criadas no Brasil; Study of the steroids hormones profiles (estradiol and progesterone) and the reproductive behavior of young female ostriches (Struthio camelus) farmed in Brazi

Silva, Guilherme Costa de Oliveira e
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.102966%
O objetivo deste trabalho foi estudar os níveis séricos dos hormônios esteróides (estradiol e progesterona) e analisar as possíveis relações destes com o desenvolvimento do comportamento reprodutivo em fêmeas jovens de avestruzes (Struthio camelus) durante a maturação sexual. No primeiro experimento, duas fêmeas jovens foram avaliadas, três vezes por semana, através de colheitas de sangue para dosagem de estradiol e progesterona e de observações para avaliação do comportamento reprodutivo. No segundo experimento, 20 fêmeas jovens foram selecionadas de acordo com a intensidade de comportamento reprodutivo e tiveram seu comportamento reprodutivo monitorado semanalmente. Foram realizadas colheitas de sangue semanais nos mesmos dias das observações comportamentais. No primeiro experimento, através da comparação das médias dos valores de estradiol nas fases de presença (CCOMP) ou ausência de comportamento reprodutivo (SCOMP), verificou-se uma igualdade entre as médias nas duas fêmeas estudadas e não foi verificada correlação entre os níveis séricos de estradiol e o comportamento reprodutivo. No segundo experimento, a comparação das médias de estradiol entre as amostras dos animais SCOMP e CCOMP apresentou diferença significativa. A comparação das médias entre as 4 categorias comportamentais estabelecidas - sem comportamento (SCOMP)...

‣ Efeito do estresse crônico repetido e da reposição com estradiol sobre a nocicepção, a liberação e a captação de glutamato e o estresse oxidativo em medula espinhal de ratas ovariectomizadas

Crema, Leonardo Machado
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.053403%
Vários estudos mostram que exposição ao estresse crônico induz alterações na nocicepção. Essas alterações são dependentes de vários fatores. Por exemplo, há diversos trabalhos que sugerem que hormônios gonadais, incluindo o estradiol, possam modular respostas nociceptivas em diferentes fases do ciclo estral em ratas. Os efeitos sobre as respostas nociceptivas induzidas por estresse e por estradiol possivelmente envolvem mudanças neuroquímicas em regiões do sistema nervoso central, como a medula espinhal. O glutamato é de fundamental importância na sinalização nociceptiva. Além disso, a transmissão glutamatérgica poder ser regulada por hormônios do estresse e estradiol, e seu desequilíbrio pode induzir um estado de estresse oxidativo. Partindo do exposto acima, nosso objetivo foi (1) avaliar o envolvimento do estresse repetido e da reposição com estradiol em ratas ovariectomizadas sobre a nocicepção, utilizando a medida da latência de retirada de cauda antes e após a exposição a sabores palatáveis (doce) e não palatáveis (ácido); (2) avaliar o envolvimento do estresse crônico e da reposição com estradiol em ratas ovariectomizadas sobre a liberação e captação de glutamato em sinaptossomas de medula espinhal; e (3) avaliar o envolvimento do estresse crônico e da reposição com estradiol em ratas ovariectomizadas sobre parâmetros de estresse oxidativo. Primeiro...

‣ Avaliação do potencial neuroprotetor do 17β-estradiol em fatias de cultura organotípica de hipocampo de rato submetidas à privação de oxigênio e glicose; Evaluatuion of the potential neuroprotection of 17-estradiol in organotypic slice cultures forat hippocampus exposed to oxygen and glucose deprivation

Zamin, Lauren Lúcia; Cimarosti, Helena Iturvides; Horn, Ana Paula; Frozza, Rudimar Luiz; Buzin, Luciane; Nassif, Melissa Calegaro; Salbego, Christianne Gazzana
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.99954%
O cérebro é dependente de um fluxo sanguíneo contínuo para suplemento de glicose e oxigênio. A isquemia cerebral resulta na degeneração celular e perda da sua funcionalidade. Culturas organotípicas representam um modelo in vitro que permite estudar o dano cerebral isquêmico. Neste trabalho nós investigamos o efeito neuroprotetor do 17b-estradiol num modelo de isquemia in vitro. Para mimetizar um insulto isquêmico, fatias de cultura organotípica foram expostas à privação de oxigênio e glicose (POG) usando uma câmara anaeróbica desenvolvida em nosso laboratório. A morte celular foi quantificada pela captação de iodeto de propídio. Houve uma diminuição na incorporação de iodeto de propídeo nas fatias submetidas à POG que receberam tratamento agudo e crônico com 17b-estradiol (10 nM) Para examinar um possível mecanismo pelo qual 17b-estradiol previne a morte celular foi avaliado o imunoconteúdo da enzima pGSK-3b por Western Blotting. Esta enzima ativa vias que levam à morte celular e é inibida por fosforilação. O tratamento agudo e crônico com 17b-estradiol aumentou a fosforilação de GSK-3b nas fatias controles e nas submetidas à POG. Esses resultados sugerem que esta é uma possível via pela qual o 17b-estradiol atua como neuroprotetor...

‣ Modicações no imunoconteúdo de HSP70 em mulheres atletas de handebol durante um ano de treinamento : papel do estradiol

Weber, Maria Helena
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.042595%
A proteína de choque térmico de 70kDa (HSP70) é uma chaperona fundamental nos processos de reparo celular, não apenas em condição de hipertermia como também em outras alterações metabólicas. O exercício físico é capaz de induzir a síntese de HSP70 uma vez que estimula o metabolismo oxidativo aumentando a produção de espécies reativas de oxigênio. O presente estudo teve como objetivo avaliar o perfil antropométrico e nutricional de mulheres atletas de handebol, além de investigar se existe correlação entre os níveis de estradiol e o estado redox com o imunoconteúdo de HSP70 em linfócitos do plasma, no decorrer de um ano de treinamento físico. O estudo iniciou com a participação de 47 jogadoras, sendo que trinta atletas (entre 12 e 24 anos) cumpriram todas as etapas e foram incluídas na análise. As coletas foram realizadas em três períodos distintos: início, metade (após 4 meses de treino) e final da temporada de treinos. As atletas foram divididas em dois grupos de acordo com os níveis de estradiol: Estradiol Baixo (EB) (≥30 pg·mL-1) e Estradiol Normal (EN) (30–330 pg·mL-1). Neste estudo não observamos diferença na atividade da superóxido dismutase (SOD), no conteúdo de proteínas oxidadas...

‣ Prolactina, estradiol e anticorpos anticardiolipina em amostra de mulheres pré-menopáusicas com lúpus eritematoso sistêmico : estudo-piloto; Prolactin, estradiol and anticardiolipin antibodies in premenopausal women with systemic lupus erythematosus : a pilot study

Tiskievicz, Fabiane; Mallmann, Elaine Sangalli; Brenol, João Carlos Tavares; Xavier, Ricardo Machado; Spritzer, Poli Mara
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.030266%
Introdução: O lupus eritematoso sistemico (LES) e uma doenca autoimune com maior prevalencia em mulheres. A maior incidencia ocorre durante os anos reprodutivos, sugerindo que o estradiol tenha infl uencia na apresentacao clinica do LES. Anticorpos anticardiolipina (ac-ACL) estao relacionados com a sindrome do anticorpo antifosfolipideo (SAF), mas podem estar presentes em pacientes com LES sem SAF, sendo relacionados com risco cardiovascular e nefrite. Objetivo: Determinar se a presenca de ac-ACL esta associada a alteracoes hormonais em uma amostra de mulheres com LES. Métodos: Foram avaliadas 47 mulheres com LES de acordo com os criterios do American College of Rheumatology, com idade media de 30,8 } 8,12 anos. Nenhuma fazia uso de anticoncepcional hormonal, e a atividade do LES foi estimada pelo indice de atividade da doenca (SLEDAI). As pacientes foram estratifi cadas de acordo com a presenca ou nao de ac-ACL, e os niveis sericos de estradiol e prolactina foram determinados. Resultados: Nove (19,1%) das 47 pacientes tiveram ac-ACL positivos. Idade, tempo de doenca e o SLEDAI foram similares entre os grupos. No entanto, a mediana do estradiol foi menor no grupo com ac-ACL positivo [46,8 (21,0-72,1) pg/mL] com relacao ao grupo com ac-ACL negativo [122...

‣ Enzimas de biotransformação em tilápia (Oreochromis niloticus) exposta ao hormônio natural 17b-estradiol

Bitencourt, Franciele; Frighetto, Rosa T. S.; Queiroz, Julio F. de; Losekann, Marcos E.; Luiz, Alfredo J. B.; Almeida, Eduardo Alves de; Palhares, Júlio César P.
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1-32
Português
Relevância na Pesquisa
37.042595%
Among the sexual hormones the estrogens are receiving major attention due to their biological activity. Such biological response is atributed to the best conformation recognized by their receptors, resulting in maximum responses. The estrogens are also considered responsible for most of disruptor´s effects caused by their presence in aquatic ecosystems. The 17β-estradiol hormone is produced by vertebrates during the reproductive phase of their lives and its presence has been detected in superficial waters. The objective of this study was to evaluate the cause-effect of tilapia exposition to the hormone 17β-estradiol through the analysis of biotransformation enzymes in liver and gills, complemented with the quantification of 17β-estradiol and estrone in water samples collected from fish ponds integrated to swine production. The present study was conducted under laboratory conditions, in a randomized experimental design with three levels of 17β-estradiol (E2) (0, 5, 15 µg L-1), with three replicates. After 7 days of exposure time, liver and gills were extracted to analyze three isoforms of cytochrome P450: EROD, BROD, PROD and the activity of Glutathione S-Transferase (GST). The results showed that the EROD activity (CYP1A), normally induced by the metabolism of aromatic compounds...

‣ Aspectos morfofuncionais da próstata feminina do gerbilo durante o ciclo estral : efeitos da ovariectomia e posteior exposição prolongada ao estradiol e estradio + testosterona; Morphofunctional aspects of gerbil female prostate during the estrous cycle : effects of ovariectomy and subsequent long-term exposure to estradiol and estradiol plus testosterone

Diego Augusto Lopes da Slva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.102966%
A próstata feminina é uma glândula funcionalmente ativa encontrada em diversas espécies de mamíferos, incluindo humanos e roedores. Em fêmeas adultas de gerbilos, a próstata apresenta localização parauretral, exibindo íntimo contato com a parede da uretra média e distal. Esta glândula é homóloga a próstata ventral de roedores machos, sendo formada por um conjunto de glândulas e ductos inseridos em um estroma fibromuscular. O estudo da morfofisiologia prostática nas fases do ciclo estral tem demonstrado que a próstata feminina é influenciada pelas oscilações nos níveis séricos de estradiol e progesterona. Assim, tornam-se necessários estudos que avaliem o efeito da exposição ao estradiol em longo prazo, com o objetivo de observar como este esteróide atua no desenvolvimento de lesões prostáticas. Além disso, de igual importância é avaliar a interação dos estrógenos com outros esteróides circulantes, a fim de se avaliar quais associações hormonais são necessárias para manter o equilíbrio homeostático da próstata feminina do gerbilo. A partir do proposto, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da administração prolongada de estradiol, e de estradiol + testosterona, sobre a próstata de fêmeas ovariectomizadas. Para isso...

‣ Aspectos morfofuncionais da próstata feminina do gerbilo durante o ciclo estral : efeitos da ovariectomia e posterior reposição prolongada pelo estradiol e progesterona; Morphofunctional aspects of gerbil female prostate during the estrous cycle : effects of ovariectomy and subsequent prolonged replacement by estradiol plus progesterone

Marianna Zanatelli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.980066%
A próstata feminina é uma glândula funcionalmente ativa encontrada em diversas espécies de mamíferos, incluindo humanos e roedores. Em fêmeas adultas de gerbilos, a próstata apresenta localização parauretral, exibindo íntimo contato com a parede da uretra média. Esta glândula é homóloga à próstata ventral de roedores machos, sendo formada por um conjunto de ácinos e ductos inseridos em um estroma fibromuscular. O estudo da morfofisiologia prostática nas fases do ciclo estral tem demonstrado que a próstata feminina é influenciada pelas oscilações nos níveis séricos de estradiol e progesterona, com picos nas fases de estro e diestro II, respectivamente. Sendo assim, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da administração combinada e prolongada de estradiol e progesterona sobre a próstata de fêmeas de gerbilo ovariectomizadas. A ovariectomia causou regressão glandular e diminuição da atividade secretora, aspectos sugeridos, entre outros, pela diminuição da massa prostática e a quase ausência de secreção glicoprotéica. Essas mudanças estão ligadas à supressão hormonal causada pela retirada dos ovários. A posterior reposição pelo estradiol e pela progesterona em associação mostrou uma grande recuperação da estrutura e fisiologia geral da próstata...

‣ Relação das concentrações plasmáticas de estradiol, progesterona e leptina com o consumo alimentar

Costa, Yana Roberta da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: [97] f.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
36.980066%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Nutrição.; Alterações no comportamento alimentar das mulheres durante o ciclo menstrual podem estar relacionadas com as flutuações de estradiol e progesterona. Ademais, a leptina é um hormônio apontado como controlador do apetite e do gasto energético, além de possuir uma provável relação com sistema reprodutivo. O objetivo deste trabalho transversal quantitativo foi relacionar as concentrações plasmáticas de estradiol, progesterona e leptina com o consumo alimentar nas fases folicular e lútea do ciclo menstrual. Foram investigadas 30 alunas dos cursos de Pós-Graduação da Universidade Federal de Santa Catarina. O consumo alimentar foi obtido por meio de Registro Alimentar de 3 dias e analisado no software Nutwin. As dosagens de estradiol, progesterona e leptina foram feitas em um dia para cada fase. Dados antropométricos de peso, estatura e as dobras cutâneas triciptal, subescapular e abdominal foram utilizados na avaliação do Estado Nutricional. Os sintomas pré-menstruais foram auto referidos em um questionário na fase lútea. Os dados foram avaliados no programa SPSS 10.0 for Windows. Segundo o Índice de Massa Corporal (IMC) 100% da amostra era eutrófica...

‣ Remoção dos contaminantes orgânicos β-estradiol e saxitoxinas (STX, Neo-STX e dc-STX) por meio de nanofiltração : avaliação em escala de bancada; Removal of the organic contaminants β-estradiol and saxitoxins (STX, neo-STX and dc-STX) by nanofiltration : bench scale; Removal of the organiccontaminants β-estradiol and saxitoxins (STX, neo-SX and dc-STX) by nanofiltration: bench scale

Amorim, Flavia Ferreira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.085933%
O presente trabalho teve como objetivo avaliar a remoção dos contaminantes orgânicos β- estradiol e das saxitoxinas (STX, dc-STX e Neo-STX) por nanofiltração. A escolha dos contaminantes foi motivada pela crescente presença desses compostos em mananciais de abastecimento e o potencial de causar danos à saúde humana mesmo em baixas concentrações. Pesquisas demonstram que a eficiência de remoção pelo tratamento convencional não é suficiente para evitar os possíveis efeitos adversos e por isso um tratamento avançado precisa ser considerado para remoção desses contaminantes. Os ensaios de nanofiltração foram realizados em um sistema com dispositivo de separação em membranas de fluxo tangencial, em escala de bancada, com recirculação do concentrado. A pressão de trabalho aplicada no sistema foi de 689kPa e a velocidade tangencial constante foi de aproximadamente 0,4m/s. A temperatura da água de alimentação foi mantida em cerca de 25°C. Foram testados dois tipos de membranas, uma de acetato de celulose e outra composta de poliamida sobre suporte de polissulfona. Dois tipos de águas de estudo foram utilizados e, além disso, a influência do valor do pH da água no processo de remoção dos contaminantes foi avaliada. A água de estudo tipo I consistia de água deionizada contaminada com β-estradiol em concentração constante de aproximadamente 10 μg/L. A água tipo II consistia de água deionizada contaminada com saxitoxinas originadas da cepa de Cylindropermopsis raciborskii. A concentração de saxitoxinas foi variável...

‣ β-estradiol effect on erythrocyte aggregation: a controlled in vitro study

Gonçalves, Isabel; Saldanha, Carlota; Martins e Silva, J.
Fonte: IOS Press Publicador: IOS Press
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.030266%
© 2001 – IOS Press. All rights reserved.; 17β-estradiol as free radical scavengers is a steroid hormone, unionised and lipophilic at physiological pH. Fifteen to 35% of the total amount of steroids in the blood is transported by red blood cells that carry 17β-estradiol, both membrane-bound (two thirds) and in the cytoplasma (one third of the 17β-estradiol) being the erythrocytes responsible for 5–15% of sex hormone delivery to target tissues [1,2]. Its importance has been lately pointed out for its cardiovascular risk reduction in postmenopausal women [3] although the mechanism of this cardioprotective effect remain unclear. An antioxidant role as free radical scavengers has been demonstrated which could explain the protective role [4,5]. The work of Mc Manus et al. [6] did not support the role of oestrogens as antioxidants in vivo, besides the lower plasma hydroperoxide level determined four weeks after insertion of the estradiol implant. Previously data in primate have been shown that chronic 17β-estradiol supplementation decreased LDL accumulation in vivo [7]. Several studies on estrogen effects on the blood vessel wall are arising [8,9] and it was suggested previously an increasing production of nitric oxide induced by estrogen...

‣ Enhancing effect of modified beta-cyclodextrins on in vitro skin permeation of estradiol

De Paula,Daniel; Oliveira,Dionéia Camilo Rodrigues; Tedesco,Antônio Cláudio; Bentley,Maria Vitória Lopes Badra
Fonte: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo Publicador: Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.99954%
Estradiol, the most important hormone in females, was complexed with hydroxypropyl-beta-cyclodextrin (HP-beta-CD) and randomly methylated beta-cyclodextrin (RM-b-CD). After obtaining the inclusion complexes, they were characterized by DSC, ¹H-NMR and solubility studies. The enhancing effect of CDs on estradiol skin permeation/retention was investigated in vitro using Franz diffusion cells. Both CDs increased estradiol aqueous solubility, but in different proportions. DSC and NMR-H¹ analyses showed that estradiol was complexed with both CDs and RM-beta-CD has stronger interactions with the hormone than HP-beta-CD. Moreover, complexes formation increased estradiol flux through the skin (P<0.01), but the hormone retention in the stratum corneum (SC) only increased after complexation with HP-beta-CD. On the other hand, only RM-b-CD was able to modify estradiol retention in the SC after skin pretreatment with CDs. The results suggest that the enhancing effect of CDs on estradiol flux through the skin may be mainly described as an increase in drug availability on the skin surface due to inclusion complexation. Furthermore, the formation of a significant reservoir of estradiol in the SC due to HP-beta-CD complexation makes it an interesting approach for estradiol transdermal delivery.

‣ Le 17B-Estradiol combiné à un biopolymère à base de chitosan accroît la biocompatibilité des cellules progénitrices dérivées de la moelle osseuse

Tardif, Kim
Fonte: Université de Montréal Publicador: Université de Montréal
Tipo: Thèse ou Mémoire numérique / Electronic Thesis or Dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
37.071455%
Les cellules dérivées de la moelle osseuse, principalement les cellules endothéliales progénitrices, sont réduites chez les patients souffrant de maladies cardiovasculaires. Leur mobilisation et leur incorporation aux sites de lésion vasculaire sont des évènements prépondérants dans l’accélération des processus de réendothélialisation. Dans un modèle murin, le 17β-estradiol favorise les processus de guérison vasculaire par la mobilisation et le recrutement des cellules endothéliales progénitrices dérivées de la moelle osseuse. Il existe présentement plusieurs stratégies afin d’augmenter la mobilisation des cellules progénitrices ainsi que leur incorporation à la paroi vasculaire. Cependant, peu d’études privilégient la livraison locale d’un nombre élevé de cellules progénitrices fonctionnelles par un véhicule biodégradable et leur maintien au site de lésion afin de favoriser la réendothélialisation ciblée. Un polymère d’intérêt pour cette application s’avère être le chitosan. Ce biopolymère non toxique et biodégradable est couramment utilisé dans l’ingénierie tissulaire et, depuis peu, est utilisé dans la guérison vasculaire. Le chitosan complexé à la phosphorylcholine voit sa solubilité s’accroître dans les solutions aqueuses ainsi que sa biocompatibilité cellulaire en condition physiologique. Le projet de ce mémoire visait donc : 1) à étudier in vitro...

‣ Efecto de la exposición a estradiol sobre la función reproductiva en la rata: cambios tempranos en la expresión génica y participación del factor de crecimiento nervioso

Cruz Neculpán, Gonzalo Andrés
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.016067%
Tesis presentada a la Universidad de Chile para optar al grado académico de Doctor en Farmacología; La función ovárica es controlada por un eje endocrino y una regulación nerviosa paralela. La administración de valerato de estradiol (EV) a ratas produce una condición morfológica de ovario poliquístico (PCO) que está acompañada por un tono adrenérgico aumentado. Esta condición está precedida por el aumento del factor de crecimiento nervioso (NGFB) y su receptor, NGFR. La relación causal entre la actividad nerviosa y el desarrollo de PCO se demostró, ya que la disección del nervio ovárico superior (NOS) o la administración de anticuerpos contra NGFB producen la reversión de la condición de ovario poliquístico generada por EV en ratas adultas. Esta reversión ocurre a nivel de la dinámica folicular, ciclicidad estral y tono adrenérgico. Además de estos resultados evidencias preeliminares muestran que la condición de PCO tiende a revertir en forma espontánea en estas ratas, sin embargo ésta no ocurre en la misma magnitud en ratas tratadas en la edad neonatal con EV, manteniéndose éstas acíclicas, sugiriendo una ventana en la cual estradiol produce efectos irreversibles en el control nervioso de la función ovárica. Nuestro objetivo fue determinar la ventana de mayor sensibilidad al tratamiento con EV y los cambios tempranos en NGFB/NGFR/TrkA...

‣ Validação de conjuntos diagnósticos comerciais para dosagem sérica de progesterona e estradiol em jaguatirica (Leopardus pardalis) e gato-do-matopequeno (Leopardus tigrinus); Progesterone and estradiol commercial kits validation in serum of ocelots (Leopardus pardalis) and tigrina (Leopardus tigrinus)

Paz, Regina Celia Rodrigues da; Adania, Cristina Harumi; Oliveira, Cláudio Alvarenga de; Barnabe, Renato Campanarut
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.07907%
Este estudo teve como objetivo validar os conjuntos diagnósticos comerciais DPC (Coat-A-Count - Diagnostic Products Corporation/USA), em fase sólida, para dosagem de progesterona e DSL (Diagnostic System Laboratories INC/USA), em fase líquida, para dosagem de estradiol, por radioimunoensaio, em soro de Leopardus pardalis (n=5) e Leopardus tigrinus (n=4),antes (15-30 dias) e após (24-28 horas) tratamento com gonadotropinas exógenas (hCG/ Novormon® e eCG/ Vetecor®; pFSH/Folltropin-V® e pLH/Lutropin-V®). A concentração sérica para Leopardus pardalis variou 0,005 a 0,151ng/ml para estradiol e 0,15-37,22ng/ml para progesterona. A concentração sérica para Leopardus tigrinus variou 0,012-0,147ng/ml para estradiol e 0,06-34,09ng/ml para progesterona. A sensibilidade mínima detectada foi 0,004 ng/ml para progesterona e 0,00014ng/ml para estradiol. Para progesterona o coeficiente intra-ensaio baixo foi 2,58% e alto 6,36%, já o coeficiente inter-ensaio baixo foi 0,67% e alto 5,55%. Para o estradiol o coeficiente intra-ensaio baixo foi 0,69% e alto 4,15%, sendo o coeficiente inter-ensaio baixo 1,40% e alto 3,00%. Paralelismo foi encontrado para progesterona e conjunto comercial DPC com r = 0,96 para Leopardus pardalis e r = 0...

‣ Estudo da correlação das características citológicas vaginais e os níveis séricos de estradiol e progesterona em leão africano (Panthera leo) mantidos em cativeiro; Vaginal citology, serum estradiol and progesterone: a correlation study on captive African lions (Panthera leo)

Silva, Guilherme Costa de Oliveira e; Berbare, Patrícia Espíndola Bretas; Zaccariotti, Rogério Loesch; Corrêa, Sandra Helena Ramiro; Oliveira, Cláudio Alvarenga de; Guimarães, Marcelo Alcindo de Barros Vaz
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.99954%
Foram estudados 11 exemplares de fêmeas adultas de leões africanos (Panthera leo) mantidas na Fundação Parque Zoológico de São Paulo (FPZSP) quanto às características da citologia vaginal, níveis hormonais (estradiol e progesterona) e suas correlações. As características celulares vaginais encontradas nas leoas foram semelhantes às descritas para os felinos domésticos. Adotando-se os padrões hormonais de estradiol (E2) e progesterona (P4) que definem as fases do ciclo estral de felinos domésticos, foi possível caracterizar três fases do ciclo ovariano nas leoas: Diestro, Estro e Interestro. O nível médio de E2 sérico encontrado na fase caracterizada como Estro (23,33 +/- 2,92 pg/ml), apresentou-se mais alto do que nas outras fases estudadas e o nível médio de P4 sérico encontrado na fase de Diestro (20,12 +/- 17,55 ng/ml) apresentou diferença estatística significativa em comparação às outras fases estudadas. Demonstrou-se também, a existência de correlação de intensidade média entre os níveis séricos de P4 e o número de células superficiais corneificadas (r = - 0,603 e p = 0,0496) e entre P4 e células intermediárias (r = 0,637 e p = 0,0350). Também foi demonstrada a existência de correlação negativa de forte intensidade entre os números de células superficiais corneificadas e o de células intermediárias. (r = -0...

‣ Efeito promotor de beta-ciclodextrinas modificadas na permeação in vitro do estradiol; Enhancing effect of modified beta-cyclodextrins on in vitro skin permeation of estradiol

De Paula, Daniel; Oliveira, Dionéia Camilo Rodrigues; Tedesco, Antônio Cláudio; Bentley, Maria Vitória Lopes Badra
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.053403%
Estradiol, o mais importante hormônio feminino, foi complexado com hidroxipropil-beta-ciclodextrina (HP-beta-CD) e metil-beta-ciclodextrina randômica (RM-beta-CD). Após a obtenção dos complexos, os mesmos foram caracterizados por estudos de solubilidade, CDV e RMN-H¹. O efeito das CDs sobre a absorção/retenção do estradiol na pele foi investigado in vitro em células de difusão de Franz. As CDs aumentaram a solubilidade aquosa do estradiol em diferentes proporções. As análises de CVD e RMN-H¹ comprovaram a complexação do estradiol com ambas CDs, sendo que RM-beta-CD apresentou interação mais forte com estradiol do que HP-beta-CD. Mais adiante, a formação de complexos aumentou o fluxo de estradiol através da pele (P; Estradiol, the most important hormone in females, was complexed with hydroxypropyl-beta-cyclodextrin (HP-beta-CD) and randomly methylated beta-cyclodextrin (RM-b-CD). After obtaining the inclusion complexes, they were characterized by DSC, ¹H-NMR and solubility studies. The enhancing effect of CDs on estradiol skin permeation/retention was investigated in vitro using Franz diffusion cells. Both CDs increased estradiol aqueous solubility, but in different proportions. DSC and NMR-H¹ analyses showed that estradiol was complexed with both CDs and RM-beta-CD has stronger interactions with the hormone than HP-beta-CD. Moreover...