Página 1 dos resultados de 134 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

‣ Liderança Transformacional e Cultura Organizacional: o seu impacto na Inovação

Pires, Ana Isabel Vaz
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.59904%
Desde muito cedo se começou a analisar a relação entre a liderança e a cultura existente numa organização. Também a relação existente entre a liderança transformacional e a capacidade que esta demonstra em afectar o meio que a rodeia foi objecto de análises. Os objectivos deste trabalho prendem-se com a verificação da possível relação que existe entre a liderança transformacional e a cultura existente numa organização. Foi também objectivo de estudo a medida em que esta relação afecta os processos de inovação organizacional. Para testar estes objectivos, foram recolhidos dados através do método do questionário, numa amostra de 21 empresas nacionais e para isto, foram realizadas análises em componentes principais e correlações. A liderança transformacional mostrou estar relacionada com a cultura organizacional e ficaram comprovadas relações entre estas e a inovação organizacional.; Since early we began to analyse the relationship between leadership and culture existing in an organization. We also analyse the relation between transformational leadership and this background. The goals of this study align with the verification of the possible relationship existing between transformational leadership and organizational cultura...

‣ Liderança transformacional e substitutos de liderança: conceitos e instrumentos de medida, relações e implicações: análise comparativa entre uma instituição pública e uma privada

Pedreiro, Cláudia Sofia
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.302188%
O comprometimento afectivo tem sido alvo de especial interesse por parte dos investigadores em Psicologia e Comportamento organizacional. Neste sentido, são investigadas as mais variadas formas de obter indivíduos fortemente identificados com a organização para a qual trabalham. O seguinte projecto procurou comparar as variáveis responsáveis por este sentimento numa organização pública e numa privada, à luz das teorias de Liderança Transformacional e de Substitutos de Liderança. Os estudos relativos à análise das qualidades psicométricas levados a efeito mostram que o instrumento não possui capacidade para discriminar claramente todas estas variáveis, sendo necessário fazerem-se mais investigações no sentido de obter resultados efectivamente viáveis.; The affective commitment has been a subject of special interest from researchers in psychology and organizational behavior. Therefore, there are investigated many different ways to get individuals strongly identified with the organization they work for. The following project tried to compare the variables responsible for this feeling in a public and in a private organization. Studies of the analysis of the psychometric qualities show that the instrument lacks the capacity to clearly discriminate all these variables...

‣ Liderança transformacional, substitutos de liderança, e o seu impacto na performance

Faria, Sofia Vieira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.772646%
Durante décadas observou-se uma multiplicidade de estudos que se debruçavam sobre a temática da Liderança Transformacional, e a sua relação com determinadas variáveis organizacionais. Recorrendo ao Multifactor Leadership Questionnaire, diversos foram os estudos que demonstraram o efeito de um Líder Transformacional sobre a Performance ou desempenho dos colaboradores de uma organização. Em paralelo, mas com menos evidência, desenvolveu-se a Teoria dos Substitutos de Liderança, que focava variáveis situacionais, quer do indivíduo, como da tarefa ou da organização, que poderiam substituir, neutralizar ou potenciar o impacto do comportamento do líder. Estas seriam variáveis que mediadoras e ou moderadoras entre a variável critério e a variável preditora. A presente dissertação pretende investigar em que medida, numa organização em fase de mudança, o Líder Transformacional efectivamente existe, ou se, contrariamente, o que se observa é um efeito dos Substitutos de Liderança, e se estes mesmos exercem algum efeito entre a Liderança Transformacional e a Performance dos 118 colaboradores do Grupo T.; For decades it was developed a series of studies about Transformational Leadership and its relationship with certain organizational variables. Using Multifactor Leadership Questionnaire...

‣ Liderança transformacional e autonomia grupal: adaptação de instrumentos de medida

Beveren, Patrícia Quinta Ferreira Van
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.445073%
A presente dissertação, inicialmente, procurou analisar paralelamente, os conceitos de liderança transformacional e de autonomia grupal, o seu enquadramento e desenvolvimento conceptual e os seus efeitos no contexto organizacional. Tendo por base uma revisão de literatura acerca do impacto de ambos os conceitos na satisfação e desempenho dos colaboradores de organizações, constitui objetivo deste estudo a adaptação e consequente validação de duas escalas de medida – a escala Global Transformacional Leadership (GTL) ao nível da liderança transformacional e a escala Team- Level Autonomy (TLA) ao nível da autonomia grupal – para grupos de trabalho de organizações portuguesas. Para o efeito, conduziu-se um estudo empírico com uma amostra de 456 sujeitos de 70 grupos de trabalho, pertencentes a 26 organizações, onde foram testadas as validades de constructo da GTL e da TLA. Deste modo, realizaram-se uma análise fatorial exploratória e uma análise fatorial confirmatória em ambas, tendo-se repartido a amostra em duas partes iguais, uma para cada análise. Os estudos relativos às qualidades psicométricas das duas medidas adaptadas, revelaram bons níveis de validade e de fiabilidade, considerando-se que o processo de adaptação das duas escalas teve êxito e que os itens traduzem adequadamente os constructos em causa.; The present work...

‣ LIDERANÇA TRANSFORMACIONAL NO ENSINO SUPERIOR

Pacheco, Daniela Chagas; Silva Neto, Emilio da; Franzoni, Ana Maria Bencciveni; Günther, Helen Fischer
Fonte: INPEAU Publicador: INPEAU
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.479155%
A relação professor-aluno é baseada não somente em conhecimentos científicos, mas acontece também a transmissão e compartilhamento de valores importantes para a formação humana. O presente artigo tem por objetivo analisar a liderança transformacional no processo ensino-aprendizagem do ensino superior e suas contribuições. O método utilizado neste estudo é o teórico, realizado a partir de levantamento bibliográfico, abordagem qualitativa e procedimento descritivo. É premente que o professor, como profissional que é, não só utilize novas práticas pedagógicas associadas aos modernos aparatos e meios tecnológicos, mas também exerça liderança de maneira que propicie aos seus alunos caminhar com passos firmes rumo ao desenvolvimento em todos os sentidos. Conclui-se que a liderança transformacional contribui para os processos pedagógicos e a promoção da aprendizagem significativa, bem como da qualidade no ensino, visto que o educador influencia seus alunos. A liderança pode permear todas as funções e papeis na escola, pois daí resulta qualidade nas ações e relações desenvolvidas.

‣ Influência da aprendizagem organizacional e da liderança transformacional no desempenho dos museus

Vicente, Carolina Mateus Raso
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
69.534473%
Mestrado em gestão cultural; O presente estudo tem como principal objectivo explorar em que medida as características organizacionais relacionadas com a aprendizagem organizacional e a liderança transformacional influenciam o desempenho dos museus nacionais. Para testar as hipóteses referidas recorreu-se ao inquérito por questionário, dirigido aos colaboradores da totalidade dos museus que integram a Rede Portuguesa de Museus (RPM). Os resultados obtidos mostram que a percepção do desempenho dos museus é composta por duas facetas: desempenho organizacional e desempenho focado nos resultados. Os resultados sugerem ainda que a aprendizagem organizacional e a liderança transformacional explicam de forma significativa 48% da variância do desempenho organizacional, mas que nenhuma das características organizacionais estudadas apresenta uma relação significativa com o desempenho por resultados. Verificou-se ainda que a aprendizagem organizacional e a liderança transformacional têm uma relação significativamente positiva entre si, embora em conjunto, não contribuam para o aumento do desempenho; This study aims to explore the way in which both the organizational characteristics that relate to the organizational learning and the transformational leadership influence the performance of national museums. To test these hypotheses we addressed questionnaire inquiries to the employees of all the museums that comprise the Portuguese Museum Network (RPM). The obtained results show that the perception of museums performance is comprised of two components: organizational performance and performance focused on results. The obtained results also suggest that the organizational learning and the transformational leadership significantly explain 48% of the organizational performance sample. On the other hand...

‣ A relação entre a personalidade multicultural e a liderança transformacional na gestão de equipas multiculturais

Fernandes, Fernanda Mendes Marques
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
69.83811%
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos; O presente trabalho aborda a relação entre a personalidade multicultural e a liderança transformacional na gestão de equipas multiculturais. Mais concretamente procurou-se averiguar se existe relação entre as dimensões da personalidade multicultural (empatia cultural, abertura de espírito, iniciativa social, estabilidade emocional, flexibilidade) e a liderança transformacional em equipas multiculturais em contexto internacional. Atendendo ao facto de que a literatura científica atribui grande importância aos traços de personalidade como preditores do comportamento de liderança utilizámos, neste trabalho, o conceito de personalidade multicultural para abarcar os traços de personalidade relevantes em contexto intercultural e internacional. Este estudo resultou da aplicação de dois questionários online. O primeiro foi o Multicultural Personality Questionnaire em que se apresentam um conjunto de 40 afirmações e se pede aos respondentes que digam em que medida é que as afirmações se aplicam ao próprio. A escala de Likert utilizada varia entre 1 (Totalmente Não Aplicável) e 5 (Totalmente Aplicável). O segundo questionário utilizado foi o Charismatic Leadership in Organizations que contém sete afirmações que são direcionadas para avaliar a liderança transformacional. O questionário tem uma escala de Likert entre 1 (Totalmente em Descordo) e 7 (Totalmente de Acordo). Tal como acontece no primeiro questionário também aqui o respondente tem de se posicionar face às afirmações contidas no questionário. A amostra é constituída por 53 gestores de nível intermédio que trabalham na administração pública portuguesa (33) e numa empresa do setor privado (20) que lideram equipas multiculturais em contexto de trabalho internacional. A amostra de gestores que responderam aos questionários engloba gestores em missão de expatriamento e gestores a trabalhar em território nacional mas todos lideram equipas multiculturais. Foi hipotisado que existiria uma relação positiva entre as cinco dimensões da personalidade multicultural (empatia cultural...

‣ Liderança transformacional e transaccional no corpo de fuzileiros da marinha de guerra portuguesa

Carrilho, Rui M. da G. Lopes
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2003 Português
Relevância na Pesquisa
59.99303%
Dissertação de mestrado em Comportamento Organizacional; Este estudo tem como finalidade analisar o comportamento de liderança dos oficiais do Corpo de Fuzileiros da Marinha de Guerra Portuguesa, com base no Modelo de Liderança Transformacional e Transaccionai de Bass (1985). Estudámos a influência das variáveis nível hierárquico e actividade na determinação do estilo e das práticas em liderança transaccionai e transformacional, e o efeito dessas práticas nos resultados organizacionais (eficácia e satisfação). Analisámos, ainda, o efeito da idade dos subordinados na percepção das práticas de liderança. A população estudada, num total de 102 sujeitos, são oficiais a prestar serviço no Corpo de Fuzileiros. Na concretização do estudo foi utilizado o Questionário Multifactorial de Liderança apresentado por Bass (1985). O instrumento foi distribuído durante o período de serviço e recolhido uma semana depois. A amostra é constituída por 66 sujeitos. A análise de dados foi efectuada através do programa STATISTICA e as estatísticas e testes utilizados foram: estatística descritiva, r de Pearson, Qui-quadrado, Razão t, análise de variância, regressão múltipla, MANOVA {post hoc) e teste de Fisher. Neste estudo detectámos que a variável idade dos subordinados afecta a percepção da liderança transformacional mas não da liderança transaccionai. A medida que a idade dos subordinados aumenta...

‣ Liderança transformacional, clima e compromisso organizacional

Guerra, Catarina Custódio Robalo
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
69.647856%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; O presente estudo pretende estudar as relações entre as três variáveis: liderança transformacional, compromisso organizacional e clima organizacional. Para a realização do estudo contou-se com a participação de 252 sujeitos de diversos sectores de actividade. Assim, tentou-se verificar se a liderança transformacional e o compromisso organizacional, tal como nos estudos de Ismail e Yusuf, estavam relacionados. Tal como os autores mencionados, conclui-se que a liderança transformacional e o compromisso organizacional estão associados positiva e significativamente. Por outro lado, tentou-se verificar também se a liderança estava associada à percepção do clima organizacional. Tal como Shanker e Sayeed, verificou-se essa associação positiva e significativa tendo a liderança um impacto positivo na percepção do clima organizacional. Tentou-se ainda verificar a existência de uma associação entre clima e compromisso organizacional. No seguimento das investigações de Clerq e Rius, verificou-se uma associação positiva entre clima e compromisso tendo este impacto no compromisso. Por fim, foi pertinente verificar a existência de uma associação entre clima e compromisso organizacional afectivo que...

‣ Uma aproximação entre liderança transformacional e Teoria da Ação Comunicativa

Vizeu,Fabio
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.82859%
Desde o trabalho seminal de Burns (1978) sobre liderança transformacional, muitos autores defendem que líderes são bem-sucedidos se não se comportam como gerentes. Longe de representar um argumento sem base teórica, defende-se que o modelo de liderança transformacional pode ser considerado a partir do ponto de vista de teorias sociais mais complexas como a Teoria da Ação Comunicativa, de Habermas. Essa é a proposta deste trabalho, que, considerando a dicotomia entre a ação estratégica e a ação comunicativa, observou os fundamentos ontológicos para a diferenciação entre gerentes e líderes transformacionais. Nesse sentido, reconhecemos que a Teoria da Ação Comunicativa provê análise crítica da liderança transformacional, pois permite uma melhor compreensão de alguns de seus elementos, ao mesmo tempo que questiona outros, provendo um entendimento menos ingênuo sobre o fenômeno da liderança, tal qual aquele apresentado pela visão gerencialista nos estudos da liderança. Uma dessas contribuições é a concepção da liderança transformacional como um fenômeno contextualizado pela liberdade do discurso, propiciando a ação comunicativa a partir de mecanismos organizacionais que são livres de constrangimentos à interação comunicativa...

‣ O efeito de valores pessoais nas atitudes perante estilos de liderança

Fonseca,Ana Márcia de Oliveira; Porto,Juliana Barreiros; Barroso,Aline Cavalcanti
Fonte: Universidade Presbiteriana Mackenzie Publicador: Universidade Presbiteriana Mackenzie
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
59.80336%
Segundo a teoria dos valores humanos, valores são metas transituacionais norteadoras da vida do indivíduo e se agrupam em dez tipos motivacionais: realização, poder, segurança, conformidade, tradição, benevolência, universalismo, autodeterminação, estimulação e hedonismo. Trata-se de construtos abstratos que podem influenciar outros mais específicos, como atitudes, entendidas como tendências psicológicas em avaliar uma entidade particular com algum grau de favorabilidade ou desfavorabilidade. O objetivo deste estudo foi mensurar o efeito dos valores nas atitudes dos indivíduos em relação aos estilos de liderança transformacional e transacional. O primeiro estilo é caracterizado por inspirar os liderados e levá-los a transcender o próprio interesse pelo bem da organização. Já o segundo baseia-se em negociar trocas e punir desempenhos aquém do esperado. Um questionário foi aplicado a 324 profissionais da cidade de Brasília, sendo 88,5% de órgãos públicos, 76% homens, com idade média de 33,36 anos (DP = 8,67). Valores pessoais foram mensurados com a versão reduzida do questionário de perfis de valores pessoais (PQ21), a desejabilidade social com a escala de Marlowe-Crowne e as atitudes com a escala de atitudes perante estilos de liderança. Análises apontaram que as duas atitudes estavam positivamente relacionadas...

‣ Liderança transformacional e participação na tomada de decisão nas organizações: estudo correlacional

Fonseca, Carolina Andreia de Seixas Viana da
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.41459%
Este trabalho examina a relação entre a percepção dos subordinados em relação à intensidade em que participam nas decisões que afectam a sua vida laboral (ao nível individual, grupal e organizacional) e a percepção do estilo de liderança transformacional adoptado pelos seus superiores. Estas variáveis serão medidas, respectivamente, pelo QPTD e pelo QLT, instrumentos adaptados à realidade portuguesa por uma equipa de investigação da Universidade de Coimbra, coordenada pelo Prof. Doutor Duarte Gomes e em relação aos quais procedemos ao estudo das qualidades psicométricas e dimensionalidade. A nossa hipótese de investigação, sugerida pelas relações encontradas na literatura entre estes dois constructos, será: A correlação paramétrica (do tipo Pearson) entre liderança transformacional e participação é significativa e positiva.; The following work examines the relationship between workers’ percetions regarding the intensity in which they participate in decisions afecting their worklife (at an individual, group and organizational level) and their perceptions regarding a transformational leadership style adopted by their superiors. These variables will be measured, respectively, through the use of QPTD and QLT. These instruments were adapted to the Portuguese reality by a team of researchers from Universidade de Coimbra...

‣ Liderança transformacional e motivação : um estudo de caso em Instituições Particulares de Solidariedade Social

Silva, Adriana Santos da
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.237617%
Com a Constituição da República Portuguesa de 1976 artigo número 63, as IPSS (Instituições Particulares de Solidariedade Social), são regulamentadas com vista à prossecução de objetivos de solidariedade social sem fins lucrativos, somente com a intenção de dar ênfase ao dever moral de solidariedade e de justiça entre os indivíduos, que não sejam geridos pelo Estado ou por um órgão autárquico. Neste contexto, este trabalho tem como objetivo investigar a liderança transformacional e a motivação dos colaboradores numa instituição de necessidades educativas especiais, onde a liderança não seja pautada por recompensas e sanções, mas que aconteça de forma integrada, envolvendo as pessoas de toda a instituição. Ao longo dos anos foram surgindo inúmeras teorias para explicar a relação entre líderes e colaboradores, em que os líderes seriam sempre os responsáveis pela componente motivacional. Mais recentemente, desde Burns (1978), essa relação de liderança começou a ser vista como um fenómeno reciproco, onde o ato de liderar e o de seguir o líder se retroalimentam. A recolha de dados foi fundamentada numa pesquisa quantitativa e qualitativa, através de inquéritos e entrevistas com os profissionais da instituição de necessidades educativas especiais. É de salientar que uma pesquisa quantitativa tem como objetivo identificar a presença e medir a frequência e identidade de comportamentos...

‣ Liderança transformacional/transacional: que impacto no cinismo organizacional?

Agostinho, Andreia Marina Neves
Fonte: Escola Superior de Comunicação Social Publicador: Escola Superior de Comunicação Social
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
69.64322%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Comunicação Social como parte dos requisitos para obtenção de grau de mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas.; Face à conjuntura actual pode dizer-se que estamos perante uma geração de trabalhadores que escondem por detrás de reacções de aparente ingenuidade e conformidade quanto aos objectivos um relativo interesse pessoal, oportunismo e até mesmo resistência à mudança. Para Dean et al., (1998) o cinismo é a atitude que capta com maior perspicácia e profundidade a essência da frustração e negatividade que os indivíduos vivenciam nos seus locais de trabalho. A figura do líder assume aqui um papel claramente determinante, uma vez que são os principais responsáveis por toda a organização já que cabe-lhes a função de combinar e ajustar de um modo harmonioso e eficaz a estratégia, a estrutura e os mecanismos internos, atingindo a totalidade da lógica operativa, afetação de recursos e funcionamento da organização. Para Mirvis e Kanter (1991) os líderes organizacionais estão situados no epicentro do fenómeno, sendo que o cinismo começa e acaba com as atitudes e os comportamentos dos mesmos. Na presente investigação são identificados os comportamentos (consideração individualizada...

‣ Inteligência social e emocional: contributos para uma liderança eficaz em profissionais de enfermagem

Jesus, Ângela Rosa Pereira
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
59.686064%
O Ser Humano conseguiu ao longo dos anos evoluir de uma forma significativa em relação às outras espécies, devido não só à sua capacidade de aprendizagem, mas também a outras capacidades e competências, que o permitiram distinguir dos outros seres vivos. Compreender as diferentes formas de inteligência humana, tem sido um desafio para muitos autores e cientistas. Destas, selecionámos a inteligência social e emocional, pela crescente importância no estudo das aptidões e no funcionamento cognitivo em contextos profissionais, entre os quais se destacam as relações que têm vindo a ser apontadas entre inteligência social e emocional com as competências dos indivíduos para serem capazes de reconhecer os significados das emoções para se relacionarem em situações profissionais, com um destaque especial para as situações de liderança. Foi principalmente a partir dos anos 80, que a importância dos aspetos relacionais no desempenho dos líderes nas organizações ganha forma, fenómeno que na última década tem vindo a ser especialmente aprofundado nos estudos sobre inteligência social e emocional. Esta nova visão surge comummente associada à investigação na área da liderança transacional e transformacional e tem sido aproveitada como um fator de mudança no novo mundo organizacional. Pretende-se ao longo do estudo compreender como é que vertentes como a inteligência social...

‣ Influência da liderança transformacional na confiança e comprometimento organizacionais

Araújo, João Manuel Costa
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.41459%
Dissertação apresentada ao Instituto Politécnico do Porto para obtenção do Grau de Mestre em Gestão das Organizações, Ramo de Gestão de Empresas Orientador: Professor Doutor Orlando Manuel Martins Marques de Lima Rua; Um período marcado por grandes dificuldades económicas, sentidas de forma transversal em todas as organizações, conduz os seus responsáveis a ponderarem todas as variáveis para obtenção e concretização dos seus objectivos. As pessoas que integram cada organização, são um dos pilares fundamentais de sustentabilidade e um dos seus vectores estratégicos. As organizações necessitam de pessoas comprometidas e com elevados níveis de confiança para um desempenho à altura do momento que atravessamos. Com este estudo pretendemos analisar até que ponto a liderança em geral e em particular a liderança transformacional, influenciam e contribuem para um aumento da confiança e de forma consequente para o comprometimento organizacional. Esta dissertação foi dividida em duas partes; na primeira foi efectuado um levantamento teórico abrangendo todas as componentes em estudo, seguida duma parte empírica a partir de um questionário efectuado na Fundação de Serralves no Porto. Este questionário pretendeu analisar e suportar o modelo de investigação a que nos propusemos. O estudo mostrou que a liderança transformacional potencia maiores níveis de confiança na organização...

‣ Relação entre os estilos de liderança transformacional, transaccional e laissez-faire e o comprometimento organizacional

Guiomar, Andreia Sofia Botelho
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
69.7631%
Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário; O processo de interacção entre líderes e subordinados denomina-se por liderança, onde um líder tenta influenciar, motivar o comportamento dos seus subordinados para realizarem os objectivos organizacionais de forma adequada. Por sua vez, o comprometimento organizacional pode ser concebido como um laço psicológico que caracteriza a ligação dos indivíduos à organização e que tem implicações para a decisão de nela permanecerem. No presente estudo analisou-se a relação existente entre os estilos de liderança e o comprometimento organizacional, procurou-se também estudar quais os estilos de liderança que melhor podiam predizer o comprometimento organizacional. Para tal, foram utilizadas dois instrumentos, a adaptação portuguesa do “Modelo das três componentes do comprometimento organizacional” de Meyer e Allen (1991) e versão portuguesa do Multifactor leadership Questionnaire - 5x (MLQ) de Bass (1997), numa amostra composta por 149 profissionais de um organismo do estado. O estudo foi de carácter correlacional e transversal. Em todos os testes estatísticos efectuados, o nível de significância adoptado foi α=0,05. Os resultados obtidos relevam a existência de correlações positivas entre a liderança transformacional e comprometimento afectivo (r=...

‣ Liderança transformacional: devem os líderes preocupar-se com a influência que detêm sobre o clima vivenciado nas organizações?

Figueiredo, Vânia Sofia Guedes
Fonte: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida Publicador: Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
69.56618%
A liderança é o processo de influenciar outros, de modo a conseguir que eles façam o que o líder quer que seja feito, ou ainda, a capacidade para influenciar um grupo a actuar no sentido da prossecução dos objectivos do grupo (Teixeira, 1998). Sendo a liderança um tema muito abordado no contexto organizacional, alguns estudos demonstraram a importância do papel do líder, e o peso que o estilo de liderança e as características pessoais podem ter nos colaboradores, uma vez que este pode influenciar as emoções individuais e moldar o clima do grupo (Sy, Cote e Saavedra, 2005; Erez, Misangyi, Johnson, Lepine & Halverson, 2008; Baeza, Lao, Meneses & Romá, 2009). O clima organizacional não é mais do que a percepção que os indivíduos têm de uma organização, e é a impressão global acerca daquilo que a organização é. Neste sentido, com o intuito de se estudar a relação entre a liderança transformacional e o clima, foram aplicados dois questionários – o Comportamento do Líder Transformacional, para avaliar as dimensões da liderança, e a Escala do Clima Psicológico, para avaliar as dimensões do clima - a uma amostra de 288 colaboradores, pertencentes a 9 organizações. Os resultados obtidos revelaram que estes dois conceitos estão fortemente relacionados entre si...

‣ Estilos de liderança transformacional / transaccional e padrões de inteligência emocional na gestão de enfermeiros hospitalares

Santos, Engrácia Maria Duarte dos
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
60.08803%
Dissertação de Mestrado em Comportamento Organizacional; O presente estudo debruçou-se sobre as áreas da liderança transformacional e transaccionai e IE dos Enfermeiros gestores hospitalares e foi realizado nos Hospitais públicos de Santa Maria e de São José, no Hospital privado da Cruz Vermelha e no Hospital Garcia de Orta SA em 2005, com um método quantitativo de design correlacionai, exploratório e transversal. A amostra foi constituída por 71 Enfermeiros gestores participantes provenientes em 61% de Hospitais de Gestão Pública, 31% de um Hospital com Gestão de Sociedade Anónima e somente 8% da amostra de um Hospital de Gestão Privada. Quanto ao método utilizado para seleccionar a amostra foi não probabilístico constituído por uma amostragem por intenção. Em relação às variáveis abordadas neste estudo constam como independentes: a idade, o grau de escolaridade, a função organizacional, o tipo de gestão organizacional, a experiência profissional, o grau de antiguidade na função, as competências emocionais e como variável dependente as características de liderança transformacional e transaccionai dos enfermeiros da área de gestão hospitalar. O instrumento de colheita de dados utilizado para laborar estas variáveis foi um questionário estruturado em 3 conteúdos: caracterização demográfica...

‣ Liderazgo transformacional y la facilitación de la aceptación al cambio organizacional.; Liderança transformacional e facilitação da aceitação à mudança organizacional.; Transformational leadership and the facilitation of of the acceptance of organizational change.

García Rubiano, Mónica
Fonte: Pontificia Universidad Javeriana Cali Publicador: Pontificia Universidad Javeriana Cali
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; "Artículo revisado por pares"; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artículo Formato: application/pdf; application/pdf; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.737754%
Objetivo. El objetivo de esta investigación fue evaluar la relación entre el estilo de liderazgo transformacional y la aceptación al cambio organizacional en trabajadores de dos empresas de Bogotá, pertenecientes al sector económico terciario. Método. Es una investigación no experimental con un diseño correlacional. Se aplicó el instrumento de medición al cambio organizacional (IMC) a 9 jefes o líderes de cargos medios y el cuestionario liderazgo  multifactor  (MLQ)  a  62  operarios.  Resultados.  En  los  resultados  se  evidencian  asociaciones significativas  y  positivas  entre efectividad  y  comunicación  en  un  0,685.  Conclusión.  Se  concluye  que  la comunicación y la actitud al cambio son elementos importantes en un proceso de cambio organizacional. Para efectos de futuras investigaciones se podría ampliar la muestra y adaptar el cuestionario de liderazgo transformacional a la población colombiana.; O escopo de esta pesquisa foi avaliar a relação entre a forma de liderança transformacional e a aceitação à mudança  organizacional  em  trabalhadores  de  duas  empresas  de  Bogotá  pertencentes  ao  setor  econômico terciário.  Metodologia.  É  uma  pesquisa  não  experimental  com  um  desenho  cor  relacional.  Foi  aplicado o  instrumento  de medição à mudança organizacional  (IMC) em 9  chefes  ou  líderes  de  cargos médios e  o questionário  liderança  multi-fator. (MLQ) em 62 operários.  Resultados. Nos resultados foram evidenciadas associações significativas e positivas entre a efetividade e comunicação em um 0...